Lula manda recado: “Se eu voltar, é para fazer mais do que já fiz”

Com plateia chamando “ Lula guerreiro do povo brasileiro”, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva subiu ao palco do Centro de Convenções de Brasília (DF), para fazer a fala de abertura do 33º Congresso Nacional da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE), na noite desta quinta-feira (12).

“Se cuidem, porque, se eu voltar a ser candidato a presidente da República, é para fazer muito mais do que já fizemos”, declarou Lula.

O ex-presidente criticou Michel Temer, afirmando que o politico não tem credibilidade para tirar o Brasil da crise.

“Para tentar recuperar esse País, é preciso que alguém tenha credibilidade, e só vai ter credibilidade uma pessoa eleita democraticamente pelo voto do povo brasileiro”, destacou.

Para Lula, Temer não tem credibilidade porque não teve voto e “chegou ao poder por um golpe, pela porta dos fundos”. O petista completou que todos têm o direito de ser presidente, mas que para isso precisa disputar eleição e pedir voto ao povo.

Na sua avaliação, o golpe que retirou a presidenta eleita Dilma Rousseff foi aplicado com o único objetivo cessar as conquistas sociais que foram alcançadas nos últimos 12 anos no Brasil.

“Aqueles que deram o golpe, não fizeram isso para construir nada de novo, deram o golpe para destruir o que fizemos”, disse.

O ex-presidente enfatizou que Dilma “não quebrou o País, como ficam dizendo”.

“Quem quebrou o País, na verdade, foram os golpistas. Porque desde que Dilma ganhou as eleições e que o senhor Eduardo Cunha foi eleito presidente da Câmara, que ele trabalhou de forma incansável para não deixar a Dilma aprovar nenhuma das suas reformas”, lembrou.

Lula garantiu que vai continuar viajando pelo Brasil e disse que a principal discussão de 2017 será “quem vai tirar o País da lama”.

“Este ano, quem acha que vai me proibir de andar por esse País, pode se preparar, que eu vou voltar a viajar pelo Brasil para discutir com vocês o que precisamos fazer por este País. Porque o maior erro neste País é achar que dá pra governar sem contar com a participação da sociedade, sem ouvir o povo”, afirmou.

E mandou recado para os professores e dirigentes sindicais da área da educação, afirmando que eles terão que lutar ainda mais esse ano, “para que vocês passem para a história como a geração de educadores que não permitiu que esse País voltasse aos tempos negros do século XX, quando as pessoas mais pobres não tinham direito à educação”.

O ex-presidente finalizou afirmando que a tarefa de cada um é “lutar, lutar, lutar e conquistar o direto do povo brasileiro votar para presidente da República, quem sabe ainda em 2017”

Lula terminou sua fala do mesmo jeito que começou: com a plateia de pé chamando “Brasil urgente, Lula presidente”.

Outras Notícias

Tasso diz que Aécio o destituiu por diferenças éticas e pressão do Planalto

Destituído da presidência nacional do PSDB, o senador Tasso Jereissati (CE), recém-lançado candidato a assumir o coma...

CUT-Vox mostra Temer com 3% de avaliação positiva

Para 84% dos brasileiros, o Brasil está na direção errada. Essa é uma das principais constatações da nova rodada da p...

A CUT-RS e centrais sindicais realizam nesta sexta-feira (10) um dia nacional de paralisação e mobilização, às vésperas do início da vigência em 11 de novembro da lei 13.467, a chamada “reforma” traba

A CUT-RS e centrais sindicais realizam nesta sexta-feira (10) um dia nacional de paralisação e mobilização, às vésper...

Fux desafia direito, antecipa posição sobre 2018 e é criticado

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Luiz Fux fez uma declaração polêmica ao antecipar, no último domingo (5)...

Chanceler brasileiro defende maior cooperação econômica entre os Brics

O ministro das Relações Exteriores, Aloysio Nunes, defendeu nesta segunda-feira, em Pequim, um aprofundamento da coop...

Em recurso ao plenário do STF, Janot volta a pedir prisão de Aécio e Rocha Loures

O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, pediu novamente nesta segunda-feira (22) ao Supremo Tribunal Federal ...

OAB deve protocolar pedido de impeachment de Temer até quinta-feira (25)

O presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Cláudio Lamachia, informou que a entidade deve protocolar até qu...

Pretto prega critério e transparência sobre impeachment contra Sartori

O presidente da Assembleia, deputado Edegar Pretto (PT), declarou nessa segunda-feira que irá pautar toda a tramitaçã...

Delator diz que Aécio recebeu R$ 80 milhões para campanha e "continuou pedindo mais"

Em delação ao Ministério Público (MP), o diretor de Relações Institucionais e de Governo da JBS, Ricardo Saud, relato...

Temer recebia propina da JBS desde 2010, segundo a PGR

Os pedidos de propina do presidente Michel Temer ao empresário Joesley Batista, dono da JBS, ocorriam desde 2010, seg...