J&F afirma que PGR tem "interpretação equivocada" de diálogo entre executivos

A holding J&F, controladora do grupo JBS, informou na noite desta segunda-feira que houve uma "interpretação equivocada" do diálogo entre executivos da companhia pela Procuradoria-Geral da República (PGR). Uma nota salientou que a conversa tem apenas “cogitações de hipóteses” e que não há “uma palavra sequer” que comprometa autoridades. De acordo com a empresa, a suspeita será esclarecida e o “ato de boa fé dos colaboradores” não foi comprometido em “momento algum”.

As declarações foram dadas após o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, informar que abriu investigação sobre suspeitas de que os delatores omitaram informações da procuradoria, o que pode levar a anular os benefícios concedidos aos delatores. Segundo Janot, em um áudio de quatro horas executivos que fizeram delação premiada narram supostos crimes que teriam sido cometidos por pessoas ligadas à PGR e ao Supremo. Apesar de cogitar o fim dos benefícios, Janot disse que as provas devem ser mantidas e continuarão nas investigações.

A J&F classifica a possibilidade de anulação do acordo, firmado entre a JBS e o Ministério Público Federal, como uma “interpretação precipitada” do material que “será rapidamente esclarecida assim que a gravação for melhor examinada”.

O comunicado do MPF informa que alguns fatos precisam ser esclarecidos. “Consta do vasto material entregue à PGR diversos áudios, um dos quais possui cerca de quatro horas de duração, aparentemente gravado em 17 de março deste ano, e traz uma conversa entre os colaboradores Joesley Batista (dono da JBS) e Ricardo Saud (diretor do grupo). Apesar de partes do diálogo trazerem meras elucubrações, sem qualquer respaldo fático, inclusive envolvendo o Supremo Tribunal Federal e a própria Procuradoria-Geral da República, há elementos que necessitam ser esclarecidos”, declarou a PGR

Outras Notícias

Paraíso do Tuiuti exerce cidadania e protesta contra Temer na avenida

No Carnaval do Rio de Janeiro, o desfile da Paraíso do Tuiuti roubou as atenções e foi transmitido na TV Globo. Traze...

Van cai em rio e mata músico tradicionalista no Norte do Rio Grande do Sul

Um acidente ocorrido na madrugada deste sábado (27) em Getúlio Vargas, no Norte do Rio Grande do Sul, matou o músico ...

Quantidade de peixes mortos encontrados em Mariluz pode passar de 20 toneladas

Cerca de 14 toneladas de peixes bagres apareceram mortos na beira da praia de Mariluz, na orla de Imbé, no sábado. De...

Manifestantes tomam Avenida da Legalidade em defesa da democracia e do direito de Lula ser candidato

Centenas de manifestantes da CUT, MST e movimentos sociais, em defesa da democracia e do direito do ex-presidente Lul...

Presidente do STF, Cármen Lúcia, suspende temporariamente posse de Cristiane Brasil

Em uma nova derrota para o Palácio do Planalto, a presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministra Cármen Lúcia...

Mega-Sena acumula e prêmio chega a R$ 24 milhões

Ninguém acertou as seis dezenas sorteadas pela Caixa Econômica Federal, na noite desta quinta-feira, em Brasília, Dis...

Professores registram boletins de ocorrência contra parcelamento de Sartori

Professores e funcionários de escolas estaduais do Rio Grande do Sul aderiram a uma nova campanha para denunciar os a...

Atropelamento em Londres é atentado terrorista, diz polícia

A Polícia Metropolitana de Londres disse nesta segunda-feira que o incidente ocorrido na mesquita de Finsbury Park, n...

Homem-bomba que provocou explosão em Manchester é identificado

A polícia britânica informou que Salman Abedi, de 22 anos, foi o autor do atentado que deixou 22 mortos em Manchester...

Ator britânico Roger Moore morre aos 89 anos

O ator britânico Roger Moore, que interpretou o agente James Bond em sete filmes, faleceu aos 89 anos na Suíça, vítim...